Gestantes podem fazer uso de óleos essenciais e vegetais?

 

É possível sim, mas existem algumas ressalvas. Alguns óleos, por serem capazes de penetrar a pele e ir para a corrente sanguínea, não devem ser usados por mulheres grávidas ou enquanto estão amamentando, pois podem prejudicar o bebê por uma eventual intoxicação ou por, de repente, provocar aborto pelo deslocamento do endométrio. 

 

Contudo alguns óleos podem e devem ser usados na gravidez, isso deixará a vida da futura mamãe melhor. Para relaxar, auxiliar na retenção de líquidos ou mesmo com problemas gástricos, os temíveis enjoos, entre outros. 

 

  • Bergamota: Seu aroma suave e delicado tem o poder de transformar o medo, a vergonha e a rejeição, empoderando quem o utiliza em seu dia-a-dia. Trata problemas de pele e diminui a hiperatividade das glândulas sebáceas. É muito útil em distúrbios do apetite, também é utilizado para tratar casos de insônia, depressão, apatia, ansiedade, entre outros. 
  • Sândalo: Seu aroma exótico nos remete ao oriente. Ameniza a tensão nervosa, eleva o espírito, facilitando a abertura do coração e favorecendo a intimidade nos relacionamentos.
  • Tangerina: Aroma leve e descontraído que alegra o ambiente, diminui a ansiedade e o nervosismo, criando uma atmosfera espontânea.
  • Lavanda: Relaxa, tranquiliza e acalma. Cria uma atmosfera pacífica, segura e conciliadora, incentivando a ternura e amorosidade. Combate insegurança, carência afetiva e insônia.
  • Grapefruit: Estimula a delicadeza e a sutileza necessária nos momentos de fragilidade, pós-trauma, término de relacionamentos, etc. Contém propriedades que ativam a circulação sanguínea e linfática, tonificando e eliminando toxinas.

É sempre importante lembrar que todos os óleos essenciais precisam ser diluídos e para as gestantes não é diferente. Procure sempre um médico especializado, pois a medicina alternativa traz muitos benefícios.

 

Alguns óleos essenciais devem ser evitados durante a gestação, são eles: Sálvia, Cedro Atlas,Camomila(todas), Junípero, Alecrim (todos), Cravo (todos), Hortelã-pimenta, Canela, Pimenta preta, Mostarda, Sassafras, Orégano, Cássia, Cânfora, Mirra, Cipreste, Tomilho, Poejo, Manjericão (todos), Manjerona, Jasmim e Anis estrelado ou Funcho

 

Compartilhe este artigo

2 Comentários

  • Isabela

    Gostaria de saber o porquê do Cedro e as Camomilas estarem nesta lista.
    As camomilas são indicadas para bebês e em um artigo do André Ferraz ele indica Cedro para bebês que nasceram de gravidez vivida com medo.
    Qual diluição seria tóxica?
    A gestante no caso está com 7 meses.

    • Terra Flor Aromaterapia

      Olá, Isabela! Na literatura estudada por nós não é recomendado o uso os OE de Cedro Atlas e de Camomila (alemã ou romana). Sugerimos que procure orientação de um Aromaterapeuta qualificado para maiores informações sobre diluição e uso dos óleos essenciais em bebês e gestantes.

Escrever um comentário

error: Atenção: Conteúdo protegido!