Bergamota LFC 5ml

R$49,00

Em estoque

Óleo essencial dO AMOR PRÓPRIO

Nome cientifico: Citrus bergamia Risso & Poiteau
Origem: China
Obtenção: prensagem a frio da casca
Coleção: Terra Flor Essencial 5ml
Certificação: IBD Ingredientes Naturais

Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.

Bergamota LFC – Livre de Furanocumarinas.
As furanocumarinas são os componentes presentes nos óleos cítricos responsáveis pela reação de fotossensibilidade, ou seja, a característica que algumas moléculas possuem de reagir de aos raios UV, manchando a pele exposta a esses raios, pelo menos até 4 h após o uso de OE fotossenssibilizantes.
No óleo de Bergamota LFC estes componentes furanocumarínicos são retirados no processo de destilação a vapor. Após esse processo, sem a presença das furanocumarinas, o óleo de Bergamota LFC Terra Flor, pode ser aplicado na pele diluído em óleo vegetal ou outro carreador e você não corre o risco de fotossensibilização.

Muito utilizado na cosmética para manter a pele limpa e suave.
Cuida de vários problemas de pele, pode diminuir a hiperatividade das glândulas sebáceas.
Antisséptico, cicatrizante epitelial.
Seu aroma suave e delicado tem o poder de transformar o medo, a vergonha e a rejeição, empoderando a psique de quem o utiliza em seu dia-a-dia.
Promove a autoestima e ameniza a autocrítica.
Útil em distúrbios do apetite. Digestivo.

Faça o seu Login ou assine nossa Newsletter para liberar o download do Cromatografia.


BERGAMOTA LFC – Citrus bergamia Risso & Poiteau

Fotossensibilização podeocorrer quando certas moléculas químicas constituintes do óleo essencial, particularmente as furocumarinas (FCs), reagem com a pele quando expostos à luz ultravioleta. É uma reação incomum de sensibilidade extrema da pele induzida por substâncias químicas, quando exposta à luz ultravioleta ou fontes luminosas artificiais.
As moléculas responsáveis por essa ação são as furanocumarinas, uma classe de psoralenos, parentes das moléculas de cumarina.,
Estas moléculas são encontradas em alguns poucos OE principalmente nos OEs cítricos obtidos por pressão a frio da casca.
Ao aplicarmos um OE puro na pele com alta concentração de furanocumarinas, e expormos a pele aos raios de luz ultravioleta, poderá ocorrer a fotossenssibilização.
Esse processo epitelial manifesta-se mais comumente como inflamação, bolhas, vermelhidão, queimação e manchas escuras na pele.
O método de extração dos óleos essenciais cítricos interferem diretamente no processo de fotossensibilização.

As furanocumarinas são encontradas principalmente em OE cítricos extraídos por pressão a frio das cascas. Porém, nem todos os óleos essenciais cítricos prensados ​​a frio são fototóxicos.
Os óleos essenciais cítricos destilados a vapor não são fotossensibilizantes.

Óleos Essenciais fotossensibilizantes:

Absoluto da folha de figo
Arruda
Bergamota (pressão a frio das cascas)
Cominho
Grapefruit (pressão a frio das cascas)
Laranja amarga (pressão a frio das cascas)
Lima mexicana (pressão a frio das cascas)
Limão siciliano e Tahiti (pressão a frio das cascas)
Raiz de angélica (OE)
Tagetes

Óleos Essenciais com potencial fotossensibilizante:


Clementina- Híbrido entre a tangeria e a laranja amarga, sem sementes e com casca aderida a polpa (pressão a frio das cascas)
Raiz de angélica (absoluto)
Raiz de angélica CO2
Folha e semente de salsão
Semente de cominho (destilação a vapor e CO2)

Óleos Essenciais cítricos considerados não fotossensibilizantes:


Bergamota LFC (LFC significa “Livre de furanocumarina/bergapteno)
Bergamota (destilada a vapor das cascas)
Limão siciliano ou Tahiti (destilação a vapor das cascas)
Mandarina (pressão a frio ou destilação a vapor das cascas)
Laranja doce (pressão a frio ou destilação a vapor das cascas)
Petitgrain (pressão a frio ou destilação a vapor)
Tangelo- hibridização entre a tangerina e o grapefruit , sem sementes (pressão a frio ou destilação a vapor das cascas)
Tangerina (pressão a frio ou destilação a vapor das cascas)
Yuzu (pressão a frio ou destilação a vapor das cascas)
Fonte: Tisserand R., Balacs T. Essential Oil Safety. A Guide for Health Care Professionals. England: Churchill Livingstone, 2ed., 1995. Pg. 85-90; 370-371).

Segundo Robert Tisserand (1995), não há risco de fotossensibilização se os óleos forem usados ​​em um produto que não seja aplicado diretamente na pele ou que seja utilizado para lavar a pele, como shampoo, sabonetes sólido ou líquido. Já, em caso de saunas, os óleos essenciais poderão aderir à pele, podendo ocorrer forossensibilização.
Não há risco se a pele à qual os óleos são aplicados for coberta de maneira a evitar que os raios UV a alcance.

Aromacologia

Óleo Essencial do amor próprio
O aroma deste OE age como um raio de sol dissipando a insegurança e a ansiedade. Equilibra as emoções despertando a tranquilidade necessária para a cura emocional.
Levanta a moral, ilumina as sombras da mente, liberando sentimentos de medo, vulnerabilidade, timidez e rejeição.
Auxilia o tratamento de comportamentos destrutivos e compulsivos relacionados ao sono, alimentação, relações, etc.
Ameniza culpa e autocrítica fortalecendo a autoestima e a autoimagem.
Elimina a negatividade e atrai a positividade, promovendo a autoaceitação.
O OE de bergamota associado ao OE de cipreste atua no estímulo da busca de novos objetivos, incentivando as pessoas a valorizarem-se. Boa opção para adolescentes.
Trata estados ansiosos e depressivos de angústia e tristeza. Se estivermos chorando internamente o OE de bergamota vai iluminar o coração, dissolver a culpa trazendo amor próprio, confiança e autoaceitação.
Tônico mental, auxilia em momentos de depressão, desânimo e apatia.
Formas de uso: ABCAHIMPSTL

Cosmética

A originalidade bioquímica do OE de bergamota lhe confere um aroma suave e delicado com excelentes propriedades para tratamentos dermatológicos.
Trata-se de um dos OE de alta importância na cosmética, muito utilizado em produtos para a limpeza da pele. Primeira opção para assepsia da pele oleosa e mista, pois, diminui a hiperatividade das glândulas sebáceas da pele e do couro cabeludo. Formas de uso: CHMT
Anti-infeccioso, antisséptico, cicatrizante. Formas de uso: CHMT
Por sua ação combatente a proliferação de micro-organismos que infetam a pele, é muito usado nos cuidados de peles inflamações, com acne, eczema, dermatite, dermatose, psoríase e vitiligo. Formas de uso: CHMT

Usos Tradicionais

Na bibliografia ainda encontramos dados de uso deste OE no tratamento de leucorréia, cistite e candidíase. Formas de uso: BA
Também é digestivo, carminativo e um suave laxante. Estudos evidenciam o uso deste OE como coadjuvante no combate a inapetência e distúrbios do apetite (anorexia e bulimia). Formas de uso: ABFPIMS
Ainda segundo Dupont (2008), na medicina popular italiana tem sido usado como vermífugo, combatendo áscaris e oxiurus. Formas de uso: FP
Conforme, Pénoël & Frachome (2001), em compressas frias no corpo combate o paludismo (febre da malária). Formas de uso: FP
De acordo com o pesquisador Paolo Rovesti da Universidade de Milano, o OE de bergamota é adaptogênico, tendo propriedades calmante e/ou sedativa, tônico e/ou estimulante.Formas de uso: ABFPIMS
Acalma a agitação mental dissipando a tensão de problemas do dia a dia que afetam o sono do adulto. Utilizado para combater a insônia, atenuar o nervosismo e a ansiedade.Formas de uso: ABFPIMS

Segurança no uso

Não apresenta fotosensibilização da pele exposta ao sol. Nenhum uso restrito foi encontrado na literatura pesquisada.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências

  1. Tisserand R., Balacs T. Essential Oil Safety. A Guide for Health Care Professionals. England: Churchill Livingstone, 2ed., 1995).

    Legenda das Formas de Uso:

    OE = óleo essencial
    OV = óleo vegetal
    CS = colher de sopa

    ADVERTÊNCIA: teste o OE sempre que estiver sendo usado pela primeira vez. Para isso, pingue 2 gotas de OE nas axilas, na parte interna do cotovelo e atrás da orelha. Espere por 12hs e observe. Caso apresente alguma reação alérgica, não recomendamos o uso deste OE. Realize este teste mesmo se o OE estiver diluído a um veículo carreador.

    A quantidade de gotas de OE sugeridas dependerá da intensidade do aroma do OE escolhido. Alguns OE possuem aroma mais intenso, utilize quantidades menores. Use sempre diluições mínimas em crianças, idosos e gestantes.

    AAromatização Ambiental: Pingue mais ou menos 12 gotas de OE na água do difusor ambiental. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma.

    BBanho de Imersão (banheira ou ofurô): Para aromatizar a água do banho, dissolva de 7 até 21 gotas de OE em 3 CS de leite de côco. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma. Dissolva a mistura na banheira ou ofurô. Nunca use OE diretamente na banheira sem diluição em veículo carreador.

    BABanho de Assento: Dilua 10 gotas de OE em 5 CS de leite de côco e adicione à água fria do banho de assento.

    CCompressa local com água ou argila: Pingue de 5 até 10 gotas de OE em 1 CS de OV e dissolva na água fria ou quente. Use uma toalha para fazer a compressa. Na argila, pingue 3 gotas de OE para 1 CS de argila, adicione água ou água floral até formar uma pasta consistente. Use quantas CS de argila forem necessárias para formar uma pasta que cubra toda a área a receber a compressa.

    CAColar Aromático: Pingue 3 gotas de OE no algodão e acomode-o no orifício do colar. Adicione mais gotas toda vez que o aroma acabar.

    FLFricção Local: Dilua de 3 até 5 gotas de OE em 1 CS de OV e fricione a área afetada.

    FPFricção Plantar: Pingue 3 gotas de OE diretamente na planta de cada pé e friccione. Para OE dermoagressivos friccione diretamente pé com pé, não utilize as mãos.

    HHidratação:
    - para o rosto dilua 1 gota de OE em 1 CS de OV;
    - para o corpo pingue 60 gotas de OE em 120ml de OV, ou dilua o OE em qualquer outro veículo carreador (argila, creme, loção ou manteiga vegetal);
    - para os cabelos pingue 5 gotas de OE em 1 CS de OV para hidratar a ponta dos fios.

    IInalação:
    - no lenço, pingue 3 gotas de OE;
    - no inalador própro para uso de OE, pingue 5 gotas;
    - no pulso, pingue 2 gotas de OE e friccione com o pulso da outra mão.

    MMassagem: Adicione de 50 a 70 gotas de OE em 120ml de OV e utilize-o na massagem.

    PPerfume: Use algumas gotas de OE como perfume natural. Nunca use óleos essenciais cítricos diretamente na pele e exponha-se ao sol.

    SSpray: Adicione 40 gotas de OE de sua preferência em uma solução de 60ml de álcool de cereais e 40ml de água deionizada. Use com um frasco spray.

    TUso Tópico: Pingue 5 gotas de OE diluídas em 1 CS de OV de pracaxi, andiroba, rosa mosqueta ou outro OV indicado.

    TLTravesseiros e Lençóis: Pingue 2 gotas de OE nos travesseiros e 4 nos lençóis. Não pingue OE dermoagressivos nos travesseiros.

Os comentários estão desativados.