Immortelle – H. gymnocephalum – 5ml

R$58,00

Em estoque

Óleo essencial do apoio emocional

Nome cientifico: Helichrysum gymnocephalum
Origem: Madagascar
Obtenção: Destilação a vapor da planta florida
Coleção: Terra Flor Raro 5ml
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
Aroma herbáceo e adstringente. Equilibra as emoções e cura velhas feridas.
Acalma a raiva e auxilia o perdão, traz apoio emocional e renova a energia.
Apazigua a dor, age como antisséptico, antimicrobiano, combate vírus e bactérias.
Coadjuvante para melhorar a expectoração do muco das vias respiratórias.
Organiza o sistema imunológico.
Possível ação antioxidante, porém em menor grau do que o Immortelle italicum
Desaconselhável o uso durante a gestação.

Faça o seu Login ou assine nossa Newsletter para liberar o download do Cromatografia.


Você também pode gostar de…

Immortelle – Helichrysum gymnocephalum

Família: Asteraceae.
Sinônimos populares: nenhuma referência significativa encontrada na literatura pesquisada.
Etimologia: palavra Helichrysum deriva do grego helio, que significa “sol” e chrysos, que significa “dourado”. O nome é uma alusão a sua flor.
Origem: madagascar.
Parte utilizada: flores. e folhas.
Forma de extração: destilação a vapor.
Características do OE: líquido claro a transparente.
Rendimento: dados não encontrados.

Aromacologia

Óleo Essencial do apoio emocional
Muito utilizado para equilíbrar as emocões, trauma emocional atual. Cura de velhas feridas emocionais. Acalma a raiva.e auxilia o perdão.
Apoia o sistema respiratório, facilitando a respiração mais profunda, aportando maior clareza mental e criatividade.
OE destilados das flores representam tradicionalmente novo crescimento e estão associados com a cabeça e coração. Eles são muitas vezes calmantes aumentam a auto-confiança, trazem apoio emocional e renovam a energia.

Formas de uso: BHIM

Cosmética

Possui ação antioxidante, porém em menor grau do que o H. italicum. Formas de uso: T

Usos Tradicionais

Propriedades terapêuticas e principais indicações: analgésico, antisséptico, antiviral, antibacteriano, descongestionante, expectorante, mucolítico e imunoestimulante.
Pesquisas:
O componente químico Óxido de 1,8 cineol compreende uma grande porcentagem dos componentes químicos em Helichryrsum gymnocephalum (o lote referenciado neste artigo sendo 66,17%). Óxido de 1,8 cineol é o principal componente que define este óleo para além de outras espécies Helichryrsum.
Também é encontrada ação analgésica e anti-inflamatória neste OE, ação essa atribuída a molécula de 1,8 cineol (Santos, 2000).
Ainda atribui-se a molécula de 1,8 cineol sua ação anti-infecciosa, em particular contra vírus, o que é reforçado pela presença de limoneno e pineno (Penoel, 1992).
Testes de ações antibacterianas e antivirais foram realizadas com esse OE, e a molécula 1,8 cineol neste OE inibiu o crescimento de bactérias gram-positivas e gram-negativas, mostrando uma ação antiviral contra o HSV-1 (Astani et ai, 2010).
A ação descongestionante da molécula 1,8 cineol demonstra eficiência desse OE em melhorar a falta de ar e a função pulmonar (al, 2009 Worth et).
Outra pesquisa foi realizada testando a ação mucolítica e anti-inflamatória do1,8 cineol neste OE. As duas ações foram confiramdas e parecem ajudar as a combater doenças das vias aéreas superiores e inferiores (Jurgens et al, 2003).
Num ensaio clínico controlado com placebo de 12 semanas, os pacientes com asma grave foram capazes de reduzir o seu consumo de medicamentos com corticóide em 36% no grupo que recebeu cápsulas de 1,8-cineol, em comparação com 6% no grupo controle (Jurgens et al , 2003).
Os Monoterpenos compreendem aproximadamente 16% de Helichryrsum gymnocephalum, sob a forma de alfa e beta pinenos. Os pinenos são anti-inflamatórios, antibacterianos, antiespasmódicos, antivirais e antifúngicos (usado para tratar cândida). Sugere-se que os monoterpenos alcançam muito sucesso quando adicionado a produtos aplicados topicamente para o alívio da dor muscular e reumática. (Billany et al, 1995).
O OE de Helichrysum gymnocephalum possui propriedades semelhantes ao Eucalyptus globulus, sendo um pouco mais suave devido ao menor teor de 1,8 cineol (66,36% versus 73,65%, respectivamente). Este é um bom OE a ser usado em sinergias respiratórias para os idosos e crianças pequenas. O aroma é mais vibrante, mais profundo e mais doce do que o E. globulus tornando-se uma ótima opção para inaladores, misturas difusor.
Cosmetologia: Possui ação antioxidante, porém em menor grau do que o H. italicum.
Componentes moleculares: ver cromatografia abaixo.
Toxicidade: nenhuma referência significativa encontrada na literatura pesquisada.
Contraindicações: nenhuma referência significativa encontrada na literatura pesquisada.
GAS CHROMATOGRAPHY ANALYSIS (%).
Monoterpenes
terpinolene 0.33%
a-thuyene 0.59%
limonene 0.69%
b-myrcene 0.79%
a-terpinene 0.82%
y-terpinene 1.78%
sabinene 1.82%
b-pinene 2.41%
a-pinene 2.87%
p-cymene 1.86%
Sesquiterpenes
a-copaene 0.28%
a-muurolene 0.67%
a-humulene 0.83%
b-caryophyllene 0.92%
y-cadinene 1.1%
y-muurolene 0.58%
d-cadinene 1.24%
Oxides
1,8-cineole 66.17%
Monoterpenols
linalool 0.3%
d-terpineol 0.71%
trans-p-mentha-1,2-dien-8-ol 0.76%
cis-p-mentha-1,2-dien-8-ol 1.11%
a-terpineol 0.59%
terpinene-4-ol 3.34%
Aldehydes
neral 0.04%
(3)

Segurança no Uso

Desaconselhável o uso durante a gestação.

Referências:

Legenda das Formas de Uso:

OE = óleo essencial
OV = óleo vegetal
CS = colher de sopa

ADVERTÊNCIA: teste o OE sempre que estiver sendo usado pela primeira vez. Para isso, pingue 2 gotas de OE nas axilas, na parte interna do cotovelo e atrás da orelha. Espere por 12hs e observe. Caso apresente alguma reação alérgica, não recomendamos o uso deste OE. Realize este teste mesmo se o OE estiver diluído a um veículo carreador.

A quantidade de gotas de OE sugeridas dependerá da intensidade do aroma do OE escolhido. Alguns OE possuem aroma mais intenso, utilize quantidades menores. Use sempre diluições mínimas em crianças, idosos e gestantes.

BBanho de Imersão (banheira ou ofurô): Para aromatizar a água do banho, dissolva de 7 até 21 gotas de OE em 3 CS de leite de côco. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma. Dissolva a mistura na banheira ou ofurô. Nunca use OE diretamente na banheira sem diluição em veículo carreador.

BABanho de Assento: Dilua 10 gotas de OE em 5 CS de leite de côco e adicione à água fria do banho de assento.

BOBochecho: Pingue 3 gotas de OE em um copo d’água, ou dilua em 3ml de OV. Não engolir.

FLFricção Local: Dilua de 3 até 5 gotas de OE em 1 CS de OV e fricione a área afetada.

HHidratação:
- para o rosto dilua 1 gota de OE em 1 CS de OV;
- para o corpo pingue 60 gotas de OE em 120ml de OV, ou dilua o OE em qualquer outro veículo carreador (argila, creme, loção ou manteiga vegetal);
- para os cabelos pingue 5 gotas de OE em 1 CS de OV para hidratar a ponta dos fios.

IInalação:
- no lenço, pingue 3 gotas de OE;
- no inalador própro para uso de OE, pingue 5 gotas;
- no pulso, pingue 2 gotas de OE e friccione com o pulso da outra mão.

MMassagem: Adicione de 50 a 70 gotas de OE em 120ml de OV e utilize-o na massagem.

TUso Tópico: Pingue 5 gotas de OE diluídas em 1 CS de OV de pracaxi, andiroba, rosa mosqueta ou outro OV indicado.

TCUso Tópico Capilar: Após o enxague final dos cabelos, pingue 5 gotas de OE no couro cabeludo, massageando-o, ou pingue 5 gotas de OE no couro cabeludo, deixe agir por no máximo 8h e lave os cabelos.

VVaporização: Pingue de 8 a 15 gotas de OE em um recipiente com água quente, cubra a cabeça com uma toalha ou cobertor e inspire profundamente até a água esfriar.

Os comentários estão desativados.