Ojon 60ml

R$55,00

Em estoque

Óleo vegetal de Ojon 100% puro

Nome cientifico: Elaeis oleifera
Obtenção: prensagem a frio
Coleção: Terra Flor Vegetal
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
O Óleo de Ojon Terra Flor é um fortalecedor e reconstrutor dos cabelo. Seu uso restaura e hidrata profundamente os fios.
Contém aminoácidos e antioxidantes naturais, composição perfeita para dar leveza e maciez aos cabelos, garantindo força e resistência.
Excelente emoliente, previne ressecamento.
Aporta força e proteção aos cabelos que receberam coloração ou outras químicas, secador, chapinha e exposição frequente aos raios solares e poluição ambiental.
O óleo de ojon é o único óleo de origem natural que possui a mesma constituição da queratina do cabelo. É rico em aminoácidos e antioxidantes naturais que protegem os fios das agressões diárias.
Apresenta efeito anti frizz.
Reduz o volume dos cabelos rebeldes.
Auxilia no combate à caspa e à queda.
É rico em lipídios tornando-o imprescindível no tratamento capilar para deixar os fios macios e flexíveis.
Também é excelente para hidratar a pele após esfoliação.

Você também pode gostar de…

Ojon – Elaeis oleifera

Família: Arecaceae
Cor: amarelo para o alaranjado
O gênero Elaeis possui duas espécies com interesse comercial e agrícola que são o caiaué (Elaeis oleifera) originária da América Central e a palma (Elaeis guineensis), com origem na África.
Essas espécies possuem interesse comercial por suas características distintas das demais espécies do gênero.

O Elaeis oleifera, conhecido popularmente como ojon, caiaué ou dendê-americano é uma palmeira nativa da América Central, com presença abundante no Caribe e Honduras nas áreas ribeirinhas. Foi introduzida no Brasil e apresenta ampla ocorrência na Amazônia brasileira (1).

A palmeira ficou conhecida pelos indígenas como planta que anda. Por volta dos 10 a 15 anos de idade, o caule do caiaué tomba sobre o solo, mantendo a coroa foliar voltada para cima. Abaixo da coroa foliar surgem novas raízes, enquanto o caule antigo vai se decompondo lentamente e cedendo lugar ao novo caule, que cresce normalmente (2).

O óleo vegetal de ojon é conhecido como “o milagre caribenho”, por apresentar a mesma constituição da queratina do cabelo, é rico em aminoácidos e antioxidantes naturais que protegem os fios das agressões diárias.

O óleo de ojon contém elevadas quantidades de betacaroteno que é o precursor da vitamina A.
É rico em lipídios responsáveis por deixar os fios macios e flexíveis.

É rico em ácidos graxos insaturados::
Ácido oleico – ômega-9 (48-53%)
Ácido linoleico – ômega-6 (18%)
Vitaminas A e E (2,3).

Cosmética

O Óleo de Ojon Terra Flor é um fortalecedor e reconstrutor dos fios de cabelo, deixando-os completamente restaurados e hidratados.
O óleo de ojon aporta componentes para recuperar a estrutura da queratina dos cabelos que se perde ao longo das agressões sofridas no contato com agentes químicos como tinturas, agentes térmicos como calor de chapinha , secador elétrico e agentes naturais como sol, vento e o frio.
Apresenta efeito anti frizz.
Reduz o volume dos cabelos rebeldes
Auxilia no combate à caspa e à queda de cabelo.
É rico em lipídeos o que o torna imprescindível no tratamento capilar para deixar os fios macios e flexíveis.
Também é excelente para hidratar a pele após esfoliação.

Modo de usar

Pode ser usado diretamente nos cabelos ou usado na confecção de produtos para fortalecimento capilar.
Para hidratar os cabelos, aplique 2 horas antes de lavá-los, ou aplique a noite e lave-os pela manhã.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Moura JIL, Santos LP, Bittencourt MAL, Krug C. Preferência do bicudo-das-palmeiras por dendezeiro, caiaué e por seu híbrido interespecífico. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 48(4), 2013. 454-456p.
2. Muller AA. Agronegócio do dendê: uma alternativa social, econômica e ambiental para o desenvolvimento da Amazônia. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2001.
3. Camillo J. Diversidade genética, conservação in vitro de germoplasma e analise do conteúdo de DNA nuclear em palma de óleo {Elaeis guineensis Jacq. e Elaeis oleifera (Kunth) Cortés}. Tese de doutorado – Universidade de Brasília/Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2012. 137 p.

Óleo vegetal (OV)

São substâncias lipídicas, obtidas por pressão a frio das partes gordurosas de algumas frutas e leguminosas (1).
Em sua constituição química encontramos vitaminas, lecitinas, minerais e ácidos graxos essenciais.

Os ácidos graxos essenciais: consistem em um tipo de lipídio formado por cadeias longas de carbonos (C) com um grupamento carboxila (–COOH) em uma de suas extremidades. Utilizados como combustível celular, constituem uma das principais fontes de energia para a célula juntamente com a glicose e as proteínas (2).
Podem se apresentar na forma saturada ou insaturada, dependendo da ligação entre os átomos de C e O de suas moléculas.

Ácido graxos saturados: possuem ligações simples entre os átomos de C e O. São majoritariamente de origem animal e tendem a ser sólidos à temperatura ambiente. Devem ser consumidos em pequenas quantidades pois estão relacionados à doenças cardiovasculares.

Ácido graxos insaturados: possuem ligações duplas entre os átomos de C e O. Costumam ser de origem vegetal e normalmente apresentam-se líquidos à temperatura ambiente. São importantes na manutenção da integridade das membranas celulares e na produção de hormônios. Utilizados na cosmética por fornecerem à epiderme os elementos necessários a sua estruturação, hidratação, maciez e vitalidade. Protegem a célula epitelial contra a degeneração e oxidação prematura (2,3).

Principais ácidos graxos insaturados:
Ácido linolênico (ômega-3)
Ácido linoleico (ômega-6)
Ácido oleico (ômega-9)

Pela alta concentração de ácidos graxos presentes na constituição dos OV, estes apresentam ação antioxidante e reconstituinte da camada córnea da pele.
Ajudam a manter a elasticidade e combater seu envelhecimento precoce.
Dão brilho à pele e aos cabelos deixando-os flexíveis, macios e tonificados.

Os OV ou óleos carreadores, como são também chamados, são utilizados como veículos para diluição dos óleos essenciais (OE), uma vez que muitos OE são dermoagressivos se usados puros sobre a pele.

Os OV permitem que os OE sejam usados com segurança, possibilitando sua absorção.
O processo de extração é fundamental para garantir suas propriedades e características. Muitos óleos comercializados no varejo são prensados em altas temperaturas ou com uso de solventes de grau não alimentício, o que faz com que as moléculas se desagreguem, saturando-se e perdendo seu efeito terapêutico. O que garante a estabilidade molecular e as propriedades de um OV é seu método de extração. A obtenção por pressão a frio é considerado o melhor método para manter a integridade molecular do OV e com isso garantir seu efeito terapêutico.

A Terra Flor preza pela alta qualidade de seus produtos, por isso só comercializamos OV extraídos por pressão a frio. Embora nossos OV sejam direcionados para uso em massagem e aromaterapia, muitos possuem padrão alimentício, tais como amêndoas doce, castanha do Brasil, chia, linhaça dourada, semente de abóbora, semente de uva e girassol.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Corraza S. Aromacologia, uma ciência de muitos cheiros. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2002.
2. Faucon M. Traité D’Aromathérapie Scientifique et Medicale Les Huiles Essentielles. (3 ed.). Paris: Éditions Sang de la Terra; 2017.
3. Krcmar M. Les huiles végétales pour votre santé. Labège: Éditions Dangles, 2007.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.