Chia 60ml

R$55,00

Em estoque

Óleo Vegetal de Chia prensado a frio

Nome cientifico: Salvia hipanica
Origem: Brasil
Obtenção: prensagem a frio das sementes
Coleção: Terra Flor Vegetal
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
O Óleo de Chia Terra Flor é uma experiência única em termos de textura e emoliência.
Pode ser usado na hidratação diurna e noturna, dando vida à pele seca ou com aparência cansada.
Possui agentes antioxidantes que atuam na manutenção e prevenção do envelhecimento precoce da pele.
Coadjuvante nos cuidados para atenuar manchas na pele, celulite e alergias.
É indispensável na hidratação de calcanhares e cotovelos secos ou rachados e unhas quebradiças.
Para nutrição dos cabelos aplique à noite e lave no dia seguinte.
Pela sua maciez e facilidade em ser espalhado no corpo e absorvido pela pele, é um dos óleos vegetais mais recomendados para a massagem.

Você também pode gostar de…

Chia – Salvia hipanica

Família: Lamiaceae
Cor: amarelo claro a transparente

A chia provém etimologicamente da língua Nahuatl, falada na América Central. Chia deriva de chian, que deriva do Maya chiháan que significa “fortalecido”.

Salvia hispanica é uma semente antiga utilizada pelos maias e astecas como alimento para aumentar a resistência física. No entanto, a chia também estava atrelada a rituais sagrados e servia como oferenda aos deuses dessas civilizações, o que despertou a ira de espanhóis católicos que viam a cerimônia como um ritual pagão. Com isso, seu cultivo foi extinto por séculos e só foi retomado no início da década de 90 por um grupo de pesquisadores argentinos em parceria com a Universidade do Arizona (EUA). Desde então, os cientistas têm se voltado para pesquisas com o grão (1).

A chia é uma planta herbácea que pode chegar até 2 metros de altura e cresce em áreas que se estendem do oeste do México até o norte da Guatemala.

É composta principalmente por ácidos graxos insaturados:
Ácido linolênico – ômega-3 (50-62%)
Ácido linoleico – ômega-6 (17-36%)
Ácido oleico – ômega-9 (8-10%) (2,3)
O óleo de semente de chia é também uma rica fonte de ácidos fenólicos e isoflavonas, duas potentes fontes de antioxidantes.

Cosmética

O Óleo de Chia Terra Flor é uma experiência única em termos de textura e emoliência.
Pode ser usado na hidratação diurna e noturna, dando vida à pele seca ou com aparência cansada.
Possui agentes antioxidantes que atuam na manutenção e prevenção do envelhecimento precoce da pele.
Coadjuvante nos cuidados para atenuar manchas na pele, celulite e alergias.
É indispensável na hidratação de calcanhares e cotovelos secos ou rachados e unhas quebradiças.
Para nutrição dos cabelos aplique à noite e lave no dia seguinte.
Pela sua maciez, facilidade em ser espalhado no corpo e absorvido pela pele, é um dos óleos vegetais mais recomendados para a massagem (4).

Modo de usar

Use-o em massagem facial e corporal, puro ou com adição de óleos essenciais.
Para hidratar a pele, aplicar no corpo ainda molhado após o banho. Não é necessário enxaguar.
Para hidratar os cabelos, aplique 2 horas antes de lavá-los.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Ayerza R. Oil content and fatty acid composition of chia (Salvia hispanica L.) from five northwestern locations in Argentina. Journal of the American Oil Chemists’ Society. (72) 9. 1079–1081p. 1995.
2. Coelho MS, Salas-Melado MM. Revisão: Composição química, propriedades funcionais e aplicações tecnológicas da semente de chia (Salvia hispanica L) em alimentos. Campinas: (17)4. 259-268p. 2014.
3. Peiretti PG, GAI F. Fatty acid and nutritive quality of chia (Salvia hispanica L.) seeds and plant during growth. Animal Feed Science and Technology. 148, 267-275p., 2009.
4. C lergeaud C & L. Les Huiles Végétales, huiles de santé et de beauté. Bruxelles: Editions Amyris, 2003. 84-85p.

Óleo vegetal (OV)

São substâncias lipídicas, obtidas por pressão a frio das partes gordurosas de algumas frutas e leguminosas (1).
Em sua constituição química encontramos vitaminas, lecitinas, minerais e ácidos graxos essenciais.
Os ácidos graxos essenciais: consistem em um tipo de lipídio formado por cadeias longas de carbonos (C) com um grupamento carboxila (–COOH) em uma de suas extremidades. Utilizados como combustível celular, constituem uma das principais fontes de energia para a célula juntamente com a glicose e as proteínas (2).
Podem se apresentar na forma saturada ou insaturada, dependendo da ligação entre os átomos de C e O de suas moléculas.
Ácido graxos saturados: possuem ligações simples entre os átomos de C e O. São majoritariamente de origem animal e tendem a ser sólidos à temperatura ambiente. Devem ser consumidos em pequenas quantidades pois estão relacionados à doenças cardiovasculares.
Ácido graxos insaturados: possuem ligações duplas entre os átomos de C e O. Costumam ser de origem vegetal e normalmente apresentam-se líquidos à temperatura ambiente. São importantes na manutenção da integridade das membranas celulares e na produção de hormônios. Muito utilizados na cosmética por fornecerem à epiderme os elementos necessários a sua estruturação, hidratação, maciez e vitalidade. Protegem a célula epitelial contra a degeneração e oxidação prematura (2,3).
Principais ácidos graxos insaturados:
Ácido linolênico (ômega-3)
Ácido linoleico (ômega-6)
Ácido oleico (ômega-9)
Pela alta concentração de ácidos graxos presentes na constituição dos OV, estes apresentam ação antioxidante e reconstituinte da camada córnea da pele. Ajudam a manter a elasticidade e combater seu envelhecimento precoce.
Dão brilho à pele e aos cabelos deixando-os flexíveis, macios e tonificados.
Os OV ou óleos carreadores, como são também chamados, são utilizados como veículos para diluição dos óleos essenciais (OE), uma vez que muitos OE são dermoagressivos se usados puros sobre a pele.
Os OV permitem que os OE sejam usados com segurança, possibilitando sua absorção.
O processo de extração é fundamental para garantir suas propriedades e características. Muitos óleos comercializados no varejo são prensados em altas temperaturas ou com uso de solventes de grau não alimentício, o que faz com que as moléculas se desagreguem, saturando-se e perdendo seu efeito terapêutico. O que garante a estabilidade molecular e as propriedades de um OV é seu método de extração. A obtenção por pressão a frio é considerado o melhor método para manter a integridade molecular do OV e com isso garantir seu efeito terapêutico.
A Terra Flor preza pela alta qualidade de seus produtos, por isso só comercializamos OV extraídos por pressão a frio. Embora nossos OV sejam direcionados para uso em massagem e aromaterapia, muitos possuem padrão alimentício, tais como amêndoas doce, castanha do Brasil, chia, linhaça dourada, semente de abóbora, semente de uva e girassol.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Corraza S. Aromacologia, uma ciência de muitos cheiros. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2002.
2. Faucon M. Traité D’Aromathérapie Scientifique et Medicale Les Huiles Essentielles. (3 ed.). Paris: Éditions Sang de la Terra; 2017.
3. Krcmar M. Les huiles végétales pour votre santé. Labège: Éditions Dangles, 2007.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.