Coco Orgânico 500ml

R$198,70

Apenas 4 em estoque

Óleo Vegetal de coco Orgânico

Nome científico: Cocos nucifera
Origem do OV: Brasil
Obtenção: refino da polpa por centrifugação.
Coleção: Terra Flor Orgânico 500ml
Certificação: IBD Orgânico e SISORG-MAPA
Seloes IBD Orgânico e SISORG Orgânico do Brasil
O óleo de coco é considerado nutritivo e protetor, de aroma sutil e tropical.
Auxilia na regeneração de peles desvitalizadas e enfraquecidas, pode ser útil no alívio das assaduras das nádegas de bebês.
Muito utilizado para os cuidados da pele e cabelos, pode ser adicionado em cremes, loções hidratantes, protetores labiais, loções pós-barba e pós-depilação, xampus e condicionadores.
Apresenta potenciais umectantes, emolientes, antioxidantes, que combatem as marcas do tempo, amaciam e nutrem a pele. Sua absorção é rápida, conferindo maciez à pele, sem deixá-la com aspecto oleoso.
Usado como coadjuvante em condicionador, reparador e alisante capilar, cuida dos cabelos secos e danificados. Deixa o cabelo fácil de pentear, macio, brilhante, aumentando seu volume.

Você também pode gostar de…

Coco Orgânico – Cocos nucifera L.

Selos IBD Orgânico e SISORG Orgânico do Brasil

Família: Arecaceae.
Cor: incolor.

Características

O coqueiro (Cocos nucifera L.) é cultivado em mais de 86 países situados nos trópicos, tanto para
consumo do fruto, como para fins industriais. No Brasil, o coqueiro foi introduzido em 1553, no Estado da Bahia, a partir de material trazido de Cabo Verde. Disseminou-se para todo o litoral nordestino, onde encontrou clima favorável para o seu cultivo e posteriormente adaptou-se em outras regiões do Brasil (1).
O óleo usado na cosmética é extraído através de pressão a frio e depois sofre processo de refino por centrifugação. Rico em ácidos caprílico, cáprico, mirístico, palmítico, esteárico, oléico, linoleico e ácido láurico, sendo esse último encontrado em maior proporção.
Estudos apontam que o óleo de coco pode apresentar potenciais atividades antibacteriana (Staphylococcus aureus), antifúngica (Candida albicans, Fonsecaea pedrosoi e Cryptococcus neoformans) e antiviral contra vírus herpes simplex tipo 1 (1).
O óleo de coco é nutritivo e protetor, ajudando a nossa pele a combater a desidratação. Regenera peles desvitalizadas, além de ser um excelente aliado na cicatrização, podendo ser útil no alívio das assaduras das nádegas de bebês.
O óleo de coco se faz presente num sem número de produtos para pele e cabelos, como cremes, loções hidratantes, protetores labiais, loções pós barba e depilação, xampus e condicionadores. Tudo isso graças às suas propriedades umectantes, emolientes, antioxidantes, antienvelhecimento, anti-inflamatórias, antirrugas e no alívio da rosácea. Penetra rapidamente na pele e deixa uma sensação de maciez.
Usado como agente condicionador, reparador e alisante capilar em cosméticos para cuidar dos cabelos secos e danificados. Deixa o cabelo fácil de pentear, macio, brilhante, aumentando seu volume.
Por ser um óleo muito rico em nutrientes, o óleo de coco ajuda a fortalecer o fio, auxiliando o crescimento capilar. Seus componentes ajudam a prevenir a caspa e os piolhos. Além disso, melhoram a saúde das cutículas capilares e do couro cabeludo.
Os ácidos graxos essenciais presentes no óleo de coco nutrem os cabelos, protegendo as raízes e os fios de ruptura, ajudando desta forma a promover o crescimento saudável do cabelo. Pode ser utilizado em massagens para melhorar a circulação sanguínea e tonificar o couro cabeludo (2).

Cosmética

O óleo de coco é indicado para todos os tipos de pele, das mais resistentes até as mais sensíveis. Porém, as peles ressecadas e desvitalizadas se beneficiam ainda mais de seus potenciais.
O óleo de coco também pode ser usado na área dos olhos para favorecer a hidratação, nutrir, estimular a produção de colágeno e evitar o aparecimento de rugas.
Em sinergia com óleos essenciais, pode ser útil para regenerar e revitalizar sua pele.

Modo de usar

Para cuidar de pontas duplas ou fios ressecados, aplique o óleo de coco nas pontas dos cabelos e deixe agir durante a noite. Pela manhã, lave os cabelos normalmente.
Para nutrir as cutículas e fortalecer as unhas, aplique uma pequena quantidade de óleo de coco e massageie.
Para favorecer o fortalecimento e crescimento capilar, adicione 2 gotas de OE de alecrim cineol, 1 gota de OE de tomilho qt. linalol, 1 gota de OE de hortelã verde, 2 gotas de OE de lavandin em 30ml de óleo de coco. Espalhe em todo couro cabeludo, em seguida, massageie com movimentos circulares e leves por 10 minutos. Deixe agir por uma hora e em seguida lave os cabelos normalmente.
Para oleação pós-banho, aplique o óleo de coco em todo o corpo, com a pele ainda úmida, especialmente nas regiões mais ressecadas. Ou acrescente um pouquinho do óleo de coco no seu creme hidratante corporal, isso deixará seu creme ainda mais hidratante.
Para oleação do couro cabeludo, aplique uma pequena quantidade de óleo de coco em todo o couro cabeludo, espalhando bem. Massageie por 10 minutos, deixe agir por uma hora e em seguida lave normalmente.
Para oleação dos fios, aplique o óleo de coco em toda a extensão dos cabelos. Massageie e coloque uma touca. Deixe agir por 20 minutos e em seguida lave os cabelos normalmente.
Para potencializar a hidratação capilar, acrescente algumas gotinhas do óleo de coco na máscara capilar da sua preferência. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.
Para manter a hidratação e recuperar a beleza dos lábios rachados e ressecados, aplique uma gota de óleo de coco antes de dormir.
Para cuidar da pele pós-barba e pós-depilação, aplique uma pequena quantidade de óleo de coco e massageie a região delicadamente.
Para auxiliar na remoção de maquiagem, aplique óleo de coco na pele e passe um algodão até sair toda maquiagem. Em seguida, lave o rosto com sabonete.
Para favorecer a regeneração e revitalização da pele, escolha entre os óleos essenciais de lavanda, copaíba, patchouli, gerânio, olíbano, mirra, palmarosa, cipreste ou a resina de sangue de dragão. Adicione 2 gotas do seu óleo essencial escolhido em uma colher de café de óleo de coco e massageie a região em volta dos olhos.

Referências

1. DE PINHO, Ana Paula Santos; SOUZA, Aline Francisca. Extração e caracterização do óleo de coco (Cocos nucifera L.). Biológicas & Saúde, v. 8, n. 26, 2018.
2. AKINSULIE, Alice et al. Safety Assessment of Cocos nucifera (Coconut)-Derived Ingredients as Used in Cosmetics. International Journal of Toxicology, v. 42, n. 1_suppl, p. 23S-35S, 2023.

Óleo vegetal (OV)

São substâncias lipídicas, obtidas por pressão a frio das partes gordurosas de algumas frutas e leguminosas (1). Em sua constituição química encontramos vitaminas, lecitinas, minerais e ácidos graxos essenciais.

Os ácidos graxos essenciais: consistem em um tipo de lipídio formado por cadeias longas de carbonos (C) com um grupamento carboxila (–COOH) em uma de suas extremidades. Utilizados como combustível celular, constituem uma das principais fontes de energia para a célula juntamente com a glicose e as proteínas (2). Podem se apresentar na forma saturada ou insaturada, dependendo da ligação entre os átomos de C e O de suas moléculas.

Ácidos graxos saturados: possuem ligações simples entre os átomos de C e O. São majoritariamente de origem animal e tendem a ser sólidos à temperatura ambiente. Devem ser consumidos em pequenas quantidades, pois estão relacionados às doenças cardiovasculares.

Ácidos graxos insaturados: possuem ligações duplas entre os átomos de C e O. Costumam ser de origem vegetal e normalmente apresentam-se líquidos à temperatura ambiente. São importantes na manutenção da integridade das membranas celulares e na produção de hormônios. Utilizados na cosmética por fornecerem à epiderme os elementos necessários a sua estruturação, hidratação, maciez e vitalidade. Protegem a célula epitelial contra a degeneração e oxidação prematura (2,3).

Principais ácidos graxos insaturados:
Ácido linolênico (ômega-3)
Ácido linoleico (ômega-6)
Ácido oleico (ômega-9)

Pela alta concentração de ácidos graxos presentes na constituição dos óleos vegetais, estes apresentam ação antioxidante e reconstituinte da camada córnea da pele. Ajudam a manter a elasticidade e combater o envelhecimento precoce. Dão brilho à pele e aos cabelos, deixando-os flexíveis, macios e tonificados.

Os óleos vegetais ou óleos carreadores, como são também chamados, são utilizados como veículos para diluição dos óleos essenciais (OE), uma vez que muitos OE são dermoagressivos se usados puros sobre a pele. Os OV permitem que os OE sejam usados com segurança, possibilitando sua absorção.

O processo de extração é fundamental para garantir suas propriedades e características. Muitos óleos comercializados no varejo são prensados em altas temperaturas ou com uso de solventes de grau não alimentício, o que faz com que as moléculas se desagreguem, saturando-se e perdendo seu efeito terapêutico. O método de extração adequado garante a estabilidade molecular e as propriedades de um OV. A obtenção por pressão a frio é considerada o melhor método para manter a integridade molecular do OV e com isso garantir seu efeito terapêutico.

A Terra Flor preza pela alta qualidade de seus produtos, por isso só comercializamos OV extraídos por pressão a frio. Embora nossos OV sejam direcionados para uso em massagem e aromaterapia, muitos possuem padrão alimentício, tais como amêndoas doce, castanha do Brasil, chia, linhaça dourada, semente de abóbora, semente de uva e girassol.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Corazza S. Aromacologia, uma ciência de muitos cheiros. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2002.
2. Faucon M. Traité D’Aromathérapie Scientifique et Médicale Les Huiles Essentielles. (3 ed.). Paris: Éditions Sang de la Terre, 2017.
3. Krcmar M. Les huiles végétales pour votre santé. Labège: Éditions Dangles, 2007.