Cedro Atlas 10ml

R$45,00

Em estoque

Óleo essencial do mestre interior

Nome cientifico: Cedrus atlantica
Origem: Marrocos
Obtenção: destilação a vapor da madeira (raspas do tronco e galhos)
Coleção: Terra Flor Essencial 10ml
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
Aroma amadeirado, balsâmico, levemente adocicado nos remete aos enfumaçados templos egípcios, lembrando-nos do nosso potencial espiritual.
Acalma e estabiliza a psiquê.
Purifica o ambiente e relaxa a mente, cria um ambiente propício para o contato com o Eu Interior e suas reais necessidades.
Ajuda a mantermos a tranquilidade em momentos de decisões importantes.
Ativa a circulação dos líquidos corporais, equilibra as glândulas sebáceas e acalma a coceira da pele.
Potencial cicatrizante e hidratante, coadjuvante no tratamento de alergias, psoríase, peles e cabelos oleosos, estrias, edemas e hemorróidas.
Desaconselhável o uso durante a gestação.

Cromatografia Cedro Atlas
Lote 006

Você também pode gostar de…

Cedro Atlas – Cedrus atlantica

A palavra “Cedrus” deriva do árabe “Kedron”, que significa “força”. “Atlas” deriva do local onde é extraído, das montanhas Atlas do Marrocos.
É uma conífera da família Pinaceae. Árvore forte, robusta, sempre verde, originária das montanhas Atlas no Marrocos e Argélia. Pode crescer entre 30 a 50m de altura e viver entre 1000 a 2000 anos (1).
Sua madeira foi usada pelos povos fenícios, comerciantes entre os séculos X e I a.C. – seu território centrava-se na planície costeira, onde hoje se encontram o Líbano e a Síria; usavam o Cedro na construção de seus barcos.
O óleo da madeira de cedro foi possivelmente o primeiro óleo essencial a ser extraído de uma planta, tendo sido usado pelos egípcios no processo de mumificação de seus mortos. Eles também o valorizavam como ingrediente no preparo de cosméticos e impregnavam com ele as folhas de papiro para protegê-las de traças e insetos. Usavam também a madeira para fazer adereços, mobílias e embarcações (1).
Na época, a madeira de cedro era tão valorizada que a área do Líbano, onde crescia abundantemente, foi incorporada ao Império Egípcio a fim de assegurar um fornecimento regular.
Foi mencionado mais de 70 vezes na Bíblia, simbolizando força espiritual. Uma vasta quantidade dessa madeira foi usada para construir o grande templo de Salomão em Jerusalém. Conta a história que Salomão pediu à Hiram, rei do Líbano, madeira de cedro para cercar o “Arco da Aliança”, para a realização deste projeto. Hiram lhe enviou mais de 1000 troncos de cedros, uma verdadeira floresta (1).
De acordo com as lendas medievais, a cruz de cristo foi construída com 3 tipos de árvores, o cedro, árvore cósmica, a oliveira, árvore do conhecimento e o cipreste, árvore funerária. O cedro está presente nas três grandes religiões monoteístas do mundo como uma planta de reverência espiritual.
Os povos celtas, germânicos e vikings usavam o Cedro para evocar a força instintiva e discernimento antes do enfrentamento das batalhas.

Aromacologia

Óleo Essencial do mestre interior
Aroma purificador que desperta a força espiritual, eleva a mente ao nível do espírito favorecendo a conexão com o “mestre espiritual interno”.
Aporta integridade e constância na caminhada espiritual quando o espírito sente-se enfraquecido pelas demandas do cotidiano (2).
Este aroma traz energia para se continuar com as tarefas quando elas se mostram desagradáveis e sem sentido.
Transmite força e discernimento em momentos de dúvidas e desorientação.
Estimula o centro psíquico do terceiro olho, criando espaço para a meditação, assim como o olíbano e o sândalo. Canaliza a energia para o interior.
Relaxante, com poder sedativo na ansiedade e tensão nervosa.
Firmeza e estabilidade é a mensagem do espírito do cedro.
Formas de uso: ABCAFPFVIMPS-TL

Cosmética

Gatefossé, relatou que cedro atlantica foi usado para tratar problemas de pele em hospitais da Algéria em 1899, com grande sucesso em casos de eczema, psoríase e vitiligo (3).
Potencial antifúngico, antisséptico, cicatrizante e adstringente, usado nos cuidados de dermatoses, psoríase. Formas de uso: BCHMT
Acalma coceira da pele. Formas de uso: T
Hidratante e redutor da oleosidade da pele, equilibra as glândulas sebáceas, coadjuvante nos cuidados para peles acnéicas (4). Formas de uso: T
Coadjuvante nos cuidados para cabelos oleosos (caspa), ativa a circulação do sangue no couro cabeludo diminuindo a queda dos cabelos (4). Formas de uso: TC
Lipolítico, reduz colesterol e o acúmulo de gordura localizada, usado em cosméticos para cuidados e prevenção de celulite, estrias, retenção de líquidos, edemas, hematomas (4). Formas de uso: BCFLHMT
Repelente de insetos. Formas de uso: AST
Muito utilizado e apreciado na perfumaria masculina. Formas de uso: MP

Usos Tradicionais

A antiga prática de embalsamento dos egípcios foi sustentada pelos Gregos Dioscorides e Galeno ao inferir que sua resina poderia preservar o corpo contra a putrefação.
De acordo com Michel Faucon (2017), o OE de Cedro Atlas possui potencial ativador da circulação dos líquidos corporais, estimula e regenera a circulação arterial. Atua como coadjuvante nos tratamentos das hemorróidas. Formas de uso: BAT
Possui também potencial flebotônico e linfotônico útil para prevenir e tratar varizes e flebite (1). Formas de uso: BFLHMT
Ameniza a hipertensão nervosa proveniente da retenção de líquidos. Formas de uso: CEPFPM
Potencial anti-infeccioso, combate infecções respiratórias e geniturinárias – bronquite, cândida e cistite. Formas de uso: BACPIV
Em várias bibliografias foi mencionado a natureza terapêutica do óleo de Cedro Atlas como um agente anti-séptico urinário e pulmonar. Tem sido usado popularmente em várias culturas como coadjuvante em tratamentos de cândida albicans, cistite e bronquite (4). Formas de uso: BBACPFPFVIV
Auxilia a eliminação de piolhos, pulgas e carrapatos, traças. Formas de uso: AST

Segurança no Uso

Desaconselhável o uso durante a gestação.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Faucon M. Traité D’Aromathérapie Scientifique et Medicale Les Huiles Essentielles. (3 ed.). Paris: Éditions Sang de la Terra, 2017.

2. Worwood VA. Aromatherapy of the soul. (1 ed.). California, USA: New World Library, 1999.

3. Tisserand R. A arte da Aromaterapia. (13 ed.). São Paulo: Roca, 1993.

4. Balchin ML. Aromatherapy Science, A guide for healthcare porfessionals. (1 ed.). London, UK: Pharmaceutical Press, 2006.

Legenda das Formas de Uso:

OE = óleo essencial
OV = óleo vegetal
CS = colher de sopa

ADVERTÊNCIA: teste o OE sempre que estiver sendo usado pela primeira vez. Para isso, pingue 2 gotas de OE nas axilas, na parte interna do cotovelo e atrás da orelha. Espere por 12hs e observe. Caso apresente alguma reação alérgica, não recomendamos o uso deste OE. Realize este teste mesmo se o OE estiver diluído a um veículo carreador.

A quantidade de gotas de OE sugeridas dependerá da intensidade do aroma do OE escolhido. Alguns OE possuem aroma mais intenso, utilize quantidades menores. Use sempre diluições mínimas em crianças, idosos e gestantes.

AAromatização Ambiental: Pingue mais ou menos 12 gotas de OE na água do difusor ambiental. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma.

BBanho de Imersão (banheira ou ofurô): Para aromatizar a água do banho, dissolva de 7 até 21 gotas de OE em 3 CS de leite de côco. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma. Dissolva a mistura na banheira ou ofurô. Nunca use OE diretamente na banheira sem diluição em veículo carreador.

CCompressa local com água ou argila: Pingue de 5 até 10 gotas de OE em 1 CS de OV e dissolva na água fria ou quente. Use uma toalha para fazer a compressa. Na argila, pingue 3 gotas de OE para 1 CS de argila, adicione água ou água floral até formar uma pasta consistente. Use quantas CS de argila forem necessárias para formar uma pasta que cubra toda a área a receber a compressa.

CAColar Aromático: Pingue 3 gotas de OE no algodão e acomode-o no orifício do colar. Adicione mais gotas toda vez que o aroma acabar.

CPCompressa Peitoral: Dilua 3 gotas de OE em 1 CS de OV e massageie a região peitoral. Após a massagem, aplique uma compressa morna.

EPEscalda Pés: Dilua 15 gotas de OE ou sinergia em uma colher de OV e coloque numa balde ou ofurô de pés.

FLFricção Local: Dilua de 3 até 5 gotas de OE em 1 CS de OV e fricione a área afetada.

FPFricção Plantar: Pingue 3 gotas de OE diretamente na planta de cada pé e friccione. Para OE dermoagressivos friccione diretamente pé com pé, não utilze as mãos.

FVFricção Vertebral: Dilua 6 gotas de OE em 1 CS de OV e aplique na coluna vertebral friccionando a pele vigorosamente.

IInalação:
- no lenço, pingue 3 gotas de OE;
- no inalador própro para uso de OE, pingue 5 gotas;
- no pulso, pingue 2 gotas de OE e friccione com o pulso da outra mão.

MMassagem: Adicione de 50 a 70 gotas de OE em 120ml de OV e utilize-o na massagem.

SSpray: Adicione 40 gotas de OE de sua preferência em uma solução de 60ml de álcool de cereais e 40ml de água deionizada. Use com um frasco spray.

TUso Tópico: Pingue 5 gotas de OE diluídas em 1 CS de OV de pracaxi, andiroba, rosa mosqueta ou outro OV indicado.

TCUso Tópico Capilar: Após o enxague final dos cabelos, pingue 5 gotas de OE no couro cabeludo, massageando-o, ou pingue 5 gotas de OE no couro cabeludo, deixe agir por no máximo 8h e lave os cabelos.

TLTravesseiros e Lençóis: Pingue 2 gotas de OE nos travesseiros e 4 nos lençóis. Não pingue OE dermoagressivos nos travesseiros.

VVaporização: Pingue de 8 a 15 gotas de OE em um recipiente com água quente, cubra a cabeça com uma toalha ou cobertor e inspire profundamente até a água esfriar.

Os comentários estão desativados.