Citronela 10ml

R$25,00

Em estoque

Óleo essencial repelente

Nome cientifico: Cymbopogon nardus
Origem: Brasil
Obtenção: destilação a vapor das folhas e talos secos
Coleção: Terra Flor Essencial
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
Aroma quente, amadeirado, floral, cítrico, com notas frescas de saída.
Higienizador ambiental.
Potencial repelente de insetos, afasta moscas e mosquitos.
Utilizado em loções, cremes e spray ambiental para afugentar e previnir picadas de mosquitos.
Anti-infeccioso, antibacteriano, antifúngico, antisséptico aéreo e anti-inflamatório.
Trata a inflamação causada pela picada de insetos.
É usado na medicina popular da Indonésia para combater dores reumáticas e artrite.
Pode causar irritação em peles muito sensíveis, principalmente durante a gestação.

Você também pode gostar de…

Citronela – Cymbopogon nardus

Citronela é uma erva perene da família Poaceae, originária da Ásia tropical.
O gênero Cymbopogon é composto por aproximadamente 155 espécies.
Ocorre na Europa, África, Ásia, Austrália, ilhas do Pacífico, América do Norte e América do Sul.
Atualmente é produzida em larga escala no Brasil.
O óleo essencial de citronela pode ser extraído de duas espécies do gênero Cymbopogon (Cymbopogon nardus e Cymbopogon winterianus).
Ambas as espécies crescem aproximadamente até 2 metros e apresentam caule avermelhado na base.
Essas espécies apresentam variação química, o que as tornam um pouco diferentes no aroma e na funcionalidade terapêutica.
Cymbopogon nardus: comercialmente conhecida como citronela do Ceilão (atual Sri Lanka): apresenta aproximadamente 27 a 35% de monoterpenóis (6% de borneol, 8% de citronelol e 18% de geraniol), 5 à 10% de aldeídos (5% de citronelal), 20 à 27% de monoterpenos (alfa pineno) e 9% éster (formiato de geranila).
Cymbopogon winterianus: comercialmente conhecida como citronela de Java: apresenta aproximandamente 15 à 31% de monoterpenóis (entre 15 a 24 % de geraniol, entre a 12 à 15% de citronelol), 33 à 45% de aldeídos (citronelal), 4% de monoterpenos (alfa pineno) e 10 à 15% esters (entre 8 à 10% de acetato de geranila e entre 3 à 5% deacetato de citonelila).
De acordo com Maria Lis Balchin (2006), o Cymbopogon winterianus, por conter uma concentração maior de aldeídos, pode apresentar um potencial antifúngico e anti-inflamatório e dermoagressividade maior do que o Cymbopogon nardus (1).

Aromacologia

Óleo Essencial repelente
Repele energia negativa que suga e invade.
Descongestiona a energia vital.
Formas de uso: AH S

Cosmética

Trata inflamação de picadas de insetos, sendo também muito utilizado em formulações com ação repelente de mosquitos (2) . Formas de uso: T
Utilizado no Sri Lanka como componente na alta perfumaria por aportar frescor e notas florais e também na cosmetologia na composição de shampoos (3). Formas de uso: P

Usos Tradicionais

Conforme estudos científicos, o óleo essencial de citronela pode apresentar efeito relaxante na musculatura lisa e efeito antimicrobiano moderado, com potencial irritante em peles sensíveis (4). Formas de uso: AS
Repelente de insetos (2). Formas de uso: AST
Aparentemente tem sido usado popularmente para aliviar dores nevrálgicas (5). Formas de uso: AS

Segurança no Uso

Pode causar irritação em peles muito sensíveis, principalmente durante a gestação.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Lis-Balchin M. Aromatherapy Science, A guide for healthcare porfessionals. (1 ed.). London, UK: Pharmaceutical Press, 2006.

2. https://www.ulprospector.com/pt/la/PersonalCare/Detail/31261/645695/Citronella-Cymbopogon-Nardus-Essential-Oil

3. Arctander s. Perfume and Flavor Materials of natural Origin. Elizabeth, N.J., 1960.

4. Lee Seong Wei, and Wendy Wee. Chemical composition and antimicrobial activity of Cymbopogon nardus citronella essential oil against systemic bacteria of aquatic animals. Iran J Microbiol. 2013 Jun; 5(2): 147–152. PMCID: PMC3696851. Acessível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3696851/

5. Keville  K, Green M. Aromatherapy. A Complete guide to the Healing art. Berkeley. EUA: Crossing Press, 29 ed, 2009.

Legenda das Formas de Uso:

OE = óleo essencial
OV = óleo vegetal
CS = colher de sopa

ADVERTÊNCIA: teste o OE sempre que estiver sendo usado pela primeira vez. Para isso, pingue 2 gotas de OE nas axilas, na parte interna do cotovelo e atrás da orelha. Espere por 12hs e observe. Caso apresente alguma reação alérgica, não recomendamos o uso deste OE. Realize este teste mesmo se o OE estiver diluído a um veículo carreador.

A quantidade de gotas de OE sugeridas dependerá da intensidade do aroma do OE escolhido. Alguns OE possuem aroma mais intenso, utilize quantidades menores. Use sempre diluições mínimas em crianças, idosos e gestantes.

AAromatização Ambiental: Pingue mais ou menos 12 gotas de OE na água do difusor ambiental. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma.

PPerfume: Use algumas gotas de OE como perfume natural. Nunca use óleos essenciais cítricos diretamente na pele e exponha-se ao sol.

SSpray: Adicione 40 gotas de OE de sua preferência em uma solução de 60ml de álcool de cereais e 40ml de água deionizada. Use com um frasco spray.

TUso Tópico: Pingue 5 gotas de OE diluídas em 1 CS de OV de pracaxi, andiroba, rosa mosqueta ou outro OV indicado.

Os comentários estão desativados.