Ravensara 5ml

R$49,70

Em estoque

Óleo essencial da expansão

Nome cientifico: Ravensara aromatica Sonnerat
Origem: Madagascar
Obtenção: Destilação a vapor das folhas
Coleção: Terra Flor Raro 5ml
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
Aroma canforado, expande a mente, amplia os limites do possível.
Relaxa, acalma a ansiedade e reduz o estresse.
Potencial antisséptico, antiviral, expectorante, anti-infeccioso e cicatrizante.
Um dos melhores óleos essenciais antivirais.
Muito usado no alívio dos sintomas da herpes labial.
Útil em afecções respiratórias adultas e infantis, gripe, febre, bronquite, sinusite, rinite e tosse severa. Coadjuvante no combate ao vírus influenza.
Auxilia a recuperar a energia vital após doenças virais.
Não foi encontrado nada significativo na literatura pesquisada.

Faça o seu Login ou assine nossa Newsletter para liberar o download dos arquivos de cromatografia e/ou laudo técnico de análise.

Você também pode gostar de…

Ravensara – Ravensara aromatica

Ravensara provem da palavra malgaxe, hazomanitra, que significa árvore boa (1).

A Ravensara aromatica é uma árvore com altura aproximada de 20m. Frutifica 8 anos após semeadura, podendo viver aproximadamente 60 anos. A casca é marrom avermelhada por fora e verde clara por dentro, flores verdes campanuladas agrupadas em panículas axilares.
Essa árvore não é cultivada, a coleta das folhas  e das cascas do caule para a extração do OE é selvagem.

Existe muita controvérsia e confusão em torno desta espécie aromática.

Esta árvore pertence a família botânica Lauraceae, originária da China e aclimatada em Madagascar (1).
Outra bibliografia traz a informação de que a espécie é endêmica de Madasgascar (3).

A Ravensara aromatica foi descrita pela primeira vez em 1792 pelo botânico Sonnerat (Sonn.), mais tarde, em 1950, o botânico Tanguy descreveu a mesma espécie como Ravensara anisata.
Foi denominada anisata devido seu aroma anisado. Porém, como as duas espécies são as mesmas, em 1998 Rosoanaivo e Dela Gorce denominaram que o nome da espécie seria Ravensara aromatica. A casaca tem coloração avermelhado exteriormente e verde clara interiormente (1).

Segundo, M. Faucon (2017), da espécie Ravensara aromatica podem ser extraídos dois tipos de OE com aromas distintos e propriedades diferentes:
Ravensara aromatica OE extraído das folhas com aroma terpênico rico em sabineno, α e β-pineno, limoneno, terpine-ol-4, mirceno e linalol. OE muito seguro, sem nenhuma contra indicação.
Ravensara anisata OE extraído das cascas do caule podendo chegar a 90% de metil chavicol. Este OE não é não é indicado para ser usado em crianças nem em gestantes (1).

O OE de Ravensara aromatica OE extraído das folhas, possui um valor de mercado mais elevado, do que o OE extraído das cascas.

Já, Pierre Franchomme, em seu livro,  Les Science des huiles essentielles médicinales (3), cita esta árvore com muitos nomes, Criptocaria aromatica R. Br (Syn. C. agathophylla Van der Werff ) Ravensara  aromatica  Sonn. e  R. anisata Danguy,  Agathophylla aromaticum (Sonn) Willd, Laurus aromatica Baill.
Na mesma obra ele diferencia que o OE extraído das cascas do caule e das das folhas.
OE extraído  das cascas do caule seria rico em de metil chavicol, com aroma anisado.
E, diferentemente de M. Faucon, ele descreve o OE extraído das folhas  em 4 quimiotipias.
qt. sabineno (29 e 5%), linalol (14 a 7%), terpine-ol-4 (9 a 4%);
qt. alfa terpineno (26%), limoneno (19 a 3%);
qt. methil eugenol (76 a 4%);
qt. methil chavicol (>90%).
Sendo que, as duas primeiras quimiotipias, qt. sabineno e qt. alfa terpineno seriam seguras para uso infantil e de gestantes e as duas últimas qt. methil eugenol e qt. methil chavicol desaconselhável para o uso infantil e em gestantes.

Ainda existe outra espécie da mesma família Lauraceae, muito confundida com a Ravensara aromatica devido a semelhança do nome, a Ravintsara (cinnamomum canphora qt. cineol), nativa da China e também aclimatada em Madagascar. Esta espécie contém alta concentração de 1,8-cineol, oque a torna contra indicada para ser usada em crianças.

O OE  comercializado na Terra Flor Aromaterapia é o Ravensara aromatica extraído das folhas.  Seguro para ser usado em crianças e gestantes.
Os componentes voláteis descritos desta espécie e deste órgão vegetal (folhas) são encontrados na cromatografia.
Verifique a cromatografia deste OE disponível aqui no site.

Aromacologia

Óleo Essencial da expansão
Aroma canforado, expande a mente, amplia os limites para além do possível.
Acalma, reduz a ansiedade e a angústia.
Formas de uso: ABCAHIMSTL

Cosmética

Potencial cicatrizante, útil em formulações para pele acneica.Formas de uso: HT
Potencial redutor de verruga (humanos em animais). Formas de uso: T
Antiviral, útil no alívio dos sintomas de herpes labial. Formas de uso: T

Usos Tradicionais

Principais propriedades terapêuticas: antisséptico, antiviral, expectorante, anti-infeccioso e cicatrizante (2).
A bibliografia cita o potencial antiviral deste OE. Os componentes voláteis como sabineno, linalol, limoneno, terpine-ol-4,  tem demonstrado excelente ação antisséptica em estudos in vitro.
Muito usado no combate aos sintomas da herpes labial. Formas de uso: T
Coadjuvante em afecções respiratórias adultas e infantis, gripe, febre, bronquite, sinusite, rinite e tosse.
Coadjuvante no combate ao vírus influenza. Formas de uso: BEPIMSTLV
Auxilia a recuperar a energia vital após doenças virais.Formas de uso: ABCAEPFPHIMSTL
Potenciais antálgico, descongestinsante musculatório, com menor potencial antiespasmódico. Formas de uso: CM

Formas de uso:
Difusão ambiental infantil no combate a problemas respiratórios: adicione 10 gotas de OE de ravensara ao difusor de aromas ambiental.
Alívio nos sintomas da herpes: uso tópico, pingue 2 gotas.

Segurança no Uso

Não foi encontrado nada significativo na literatura pesquisada.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:
1. Faucon M. Traité D’Aromathérapie Scientifique et Medicale Les Huiles Essentielles. (3 ed.). Paris: Éditions Sang de la Terra, 2017.

2. Staub H, Bayer L. Traité approfondi de Phytoaromathérapie. Escalquens: Grancher, 2013.

3. Franchomme P., Les Science des Huiles Essentielles Médicinales. Paris: Guy Trédaniel, 2015.

Legenda das Formas de Uso:

OE = óleo essencial
OV = óleo vegetal
CS = colher de sopa

ADVERTÊNCIA: teste o OE sempre que estiver sendo usado pela primeira vez. Para isso, pingue 2 gotas de OE nas axilas, na parte interna do cotovelo e atrás da orelha. Espere por 12hs e observe. Caso apresente alguma reação alérgica, não recomendamos o uso deste OE. Realize este teste mesmo se o OE estiver diluído a um veículo carreador.

A quantidade de gotas de OE sugeridas dependerá da intensidade do aroma do OE escolhido. Alguns OE possuem aroma mais intenso, utilize quantidades menores. Use sempre diluições mínimas em crianças, idosos e gestantes.

BBanho de Imersão (banheira ou ofurô): Para aromatizar a água do banho, dissolva de 7 até 21 gotas de OE em 3 CS de leite de côco. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma. Dissolva a mistura na banheira ou ofurô. Nunca use OE diretamente na banheira sem diluição em veículo carreador.

BABanho de Assento: Dilua 10 gotas de OE em 5 CS de leite de côco e adicione à água fria do banho de assento.

BOBochecho: Pingue 3 gotas de OE em um copo d’água, ou dilua em 3ml de OV. Não engolir.

CCompressa local com água ou argila: Pingue de 5 até 10 gotas de OE em 1 CS de OV e dissolva na água fria ou quente. Use uma toalha para fazer a compressa. Na argila, pingue 3 gotas de OE para 1 CS de argila, adicione água ou água floral até formar uma pasta consistente. Use quantas CS de argila forem necessárias para formar uma pasta que cubra toda a área a receber a compressa.

FLFricção Local: Dilua de 3 até 5 gotas de OE em 1 CS de OV e fricione a área afetada.

HHidratação:
- para o rosto dilua 1 gota de OE em 1 CS de OV;
- para o corpo pingue 60 gotas de OE em 120ml de OV, ou dilua o OE em qualquer outro veículo carreador (argila, creme, loção ou manteiga vegetal);
- para os cabelos pingue 5 gotas de OE em 1 CS de OV para hidratar a ponta dos fios.

IInalação:
- no lenço, pingue 3 gotas de OE;
- no inalador própro para uso de OE, pingue 5 gotas;
- no pulso, pingue 2 gotas de OE e friccione com o pulso da outra mão.

MMassagem: Adicione de 50 a 70 gotas de OE em 120ml de OV e utilize-o na massagem.

TUso Tópico: Pingue 5 gotas de OE diluídas em 1 CS de OV de pracaxi, andiroba, rosa mosqueta ou outro OV indicado.

TCUso Tópico Capilar: Após o enxague final dos cabelos, pingue 5 gotas de OE no couro cabeludo, massageando-o, ou pingue 5 gotas de OE no couro cabeludo, deixe agir por no máximo 8h e lave os cabelos.

VVaporização: Pingue de 8 a 15 gotas de OE em um recipiente com água quente, cubra a cabeça com uma toalha ou cobertor e inspire profundamente até a água esfriar.

Os comentários estão desativados.