Cálamo 5ml

R$74,00

Sem estoque

Avise-me quando disponível

Óleo essencial da proteção

Nome científico: Acorus calamus
Origem: Índia
Obtenção: destilação a vapor das raízes
Coleção: Terra Flor Raro 5ml
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.

Aroma exótico de raiz, promove sensação confortante que apazigua as dores do coração.
Seu aroma auxilia no desapego de pensamentos obsessivos e emoções estagnadas, levando embora o marasmo e a tristeza. É um verdadeiro estimulante da energia vital.
Usado na medicina Ayurvédica para descongestionar, expectorar, desintoxicar e estimular a circulação dos líquidos corporais.
Pode ser usado em massagens abdominais para favorecer a digestão e alívio de gases.
Adicionado em óleos de massagem, ameniza dores articulares e musculares.
Em bochechos, atua como coadjuvante no combate ao mau hálito e gengivites.
Favorece a sensualidade e auxilia na redução de gordura localizada.

Desaconselhável o uso durante a gestação, em bebês e crianças.

 

Faça o seu Login para liberar o download
dos arquivos de cromatografia e/ou laudo técnico de análise.


Você também pode gostar de…

Cálamo – Acorus calamus L.

Acorus calamus, deriva da palavra “Acoron”, utilizada por Dioscorides, que deriva do grego “coreon”, que significa “pupila”. Na antiguidade, essa planta era utilizada na medicina herbárea para cuidar de inflamações dos olhos.
O cálamo tem sido um símbolo do amor, associado com o mito grego Kalamus, filho de Maeander, deus dos rios. A lenda conta que Kalamus, o semi deus dos rios, se apaixonou por Karpos, filho de Zéfiro (o vento oeste) e Clóris (primavera, ou nova vegetação).
Karpos era um jovem renomado por sua beleza. Juntos, Kalamus e Karpos brincavam e nadavam nas águas do rio Meandrus, até que um dia, Karpos afogou-se. Kalamus, então, jogou-se no rio, afogando-se também, dando sua forma para os juncos, que receberam o seu nome, e Karpos cresceu nos juncos como a substância deste fruto da terra. Os dois desde então, ao soprar do vento, murmuram os lamentos do amor perdido.
Cálamo é uma espécie originária das regiões montanhosas da Ásia central, principalmente Índia. Atualmente é aclimatado em todo o mundo, principalmente na Europa, sul da Rússia, sudeste da Sibéria, Indonésia, China, Burma, Japão, Sri Lanka, Austrália, sul do Canadá e EUA, Cultivado pelo interesse em suas folhas e raízes.
Seu habitat natural são brejos e beiras de lagos. A preparação do solo para seu cultivo é a mesma dos arrozais (1). É uma gramínea perene, com aproximadamente 2m de altura e folhas lanceoladas.
Existem diferentes variedades de cálamo que distinguem-se pela inervatura das folhas, e pelo número de seus cromossomos.
Variedades: diplóide (2n=24); triplóide (3n=36); tetraplóide (4n=48).
A variedade Acorus calamus var. americanus – diplóide, é cultivada na América do Norte e Sibéria. Possui uma nervura central proeminente, sendo que as duas secundárias são facilmente perceptíveis. Esta variedade é livre do componente molecular β-asarona.
A variedade Acorus calamus var. calamus – triplóide, cultivada na Europa e Ásia, possui a folha com uma única nervura central proeminente, sendo as secundárias dificilmente perceptíveis. Possui teores pequenos de β-asarona, entre 9 a 13%.
Ambas, diplóide e triplóide, apresentam teores maiores de metil isoeugenol.
A variedade Acorus calamus – tetraplóide, conhecida como o cálamo verdadeiro, cultivada nas regiões sudeste e oriental da Ásia, apresenta até 70% de β-asarona (1).
A FDA americana baniu em 1968 o uso de cálamo da suplementação alimentar, devido ao potencial carcinogênico encontrado no componente molecular β-asarona.
Pesquisas indicam que a β-asarona pode estimular a quebra de gorduras e inibir o seu acúmulo nas células(2), o que justifica o uso popular deste óleo essencial em massagens para combater gordura localizada.
Na medicina Ayurvédica e chinesa, esta planta é utilizada há 4000 anos, sendo que observam-se práticas de “purificar/desintoxicar” o componente β-asarone do Acorus calamus antes da planta ser utilizada. Sumérios e egípcios utilizavam as raízes secas como incenso. Na Europa, a planta era utilizada para refrescar o ar das igrejas em dias de verão.
A Terra Flor Aromaterapia recomenda a leitura das pesquisas em relação à toxicidade da molécula β-asorona, para todos que utilizarem este aroma.

Aromacologia

Óleo Essencial da proteção
Aroma intenso que estimula a energia vital, desfazendo pensamentos obsessivos e emoções estagnadas.
Suas qualidades aromáticas combatem a preguiça e o marasmo, resgatando a vitalidade.
Suas qualidades aromáticas auxiliam na renovação, suavizando as dores do coração e padrões familiares. Formas de uso: ABCAMS

Cosmética

Excelente opção para cremes e loções corporais. Formas de uso: FLMT
Pode ser adicionado a séruns e óleos de cuidados faciais e corporais, atuando como um coadjuvante do rejuvenescimento cutâneo. Formas de uso: BCFLMUF
Costuma ser utilizado em dentifrícios para a manutenção da saúde oral. Formas de uso: T
Pode ser utilizado em escalda-pés e óleos de massagem para alívio da retenção de líquidos, inchaço, celulite e gordura localizada. Formas de uso: BCEPFLM

Usos Tradicionais

Este aroma tem sido usado na medicina Ayurveda e chinesa para descongestionar, expectorar, desintoxicar e estimular a circulação dos líquidos corporais.
A bibliografia cita as propriedades terapêuticas antiespasmódica, digestiva, estimulante do metabolismo e da circulação sanguínea, antireumática, antimicrobiana, expectorante, descongestionante e afrodisíaco (3). Formas de uso: BCFLMT
Pesquisas recentes demonstraram, porém sem comprovar os mecanismos, leve ação neuroprotetora deste OE (4). Formas de uso: BFLMS
Pesquisas realizadas para o alívio da dor, demonstraram que este OE pode trazer alívio em caso de dores musculares, articulares e dor de cabeça (5). Formas de uso: CFLM
Pode ser utilizado como coadjuvante no resgate da pressão arterial saudável (6). Formas de uso: BEPFLMT
Usado para tratar desordens respiratórias, auxilia na recuperação da livre respiração (7). Formas de uso: BCEPFLMT
Pode ser um aliado em óleos de massagem para alívio de espasmos e formação de gases. Formas de uso: FLM
É útil em bochechos para gengivite e mau hálito. Formas de uso: T
Fortalece o organismo durante longos períodos de estresse ou fraqueza. Formas de uso: ABM

Desaconselhável o uso durante a gestação, em bebês e crianças.

Vishwa Schoppan
Bióloga, Ecóloga, Aromaterapeuta.

Referências:

1. Acorus Calamus. Disponível em: https://www.webmd.com/vitamins/ai/ingredientmono-778/calamus
2. LEE, S. H. et al. Asarone inhibits adipogenesis and stimulates lipolysis in 3T3-L1 adipocytes. Cellular and Molecular Biology, v. 56, n. 3, p. 1215-22, 2010. DOI: 10.1170/138 Disponível em: http://www.cellmolbiol.org/index.php/CMB/article/view/967/311
3.MITTAL, Néha; OLIVEIRA, A.; VARSHNEY, V. Potencial farmacêutico e biotecnológico de Acorus calamus Linn.: uma espécie de planta medicinal indígena de grande valor. Revisões de Farmacognosia, v. 3, n. 5, p. 93, 2009. Disponível em:https://www.researchgate.net/profile/Neha-Mittal-10/publication/285832629_Pharmaceutical_and_Biotechnological_Potential_of_Acorus_Calamus_Linn_An_Indigenous_Highly_Valued_Medicinal_Plant_Species/links/575f4ccc08aec91374b43f09/Pharmaceutical-and-Biotechnological-Potential-of-Acorus-Calamus-Linn-An-Indigenous-Highly-Valued-Medicinal-Plant-Species.pdf?_sg%5B0%5D=started_experiment_milestone&origin=journalDetail
4. SRIVASTAVA, Sriprakash et al. Effect of single and repeated doses of acrylamide and bis-acrylamide on glutathione-S-transferase and dopamine receptors in rat brain. Brain research, v. 371, n. 2, p. 319-323, 1986. DOI: 10.1016/0006-8993(86)90369-0 Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/0006899386903690
5. KHAN, Mohammad Ahad Ali; ISLAM, Mohammad Torequl. Analgesic and cytotoxic activity of Acorus calamus L., Kigelia pinnata L., Mangifera indica L. and Tabernaemontana divaricata L. Journal of pharmacy & bioallied sciences, v. 4, n. 2, p. 149, 2012. DOI: 10.4103/0975-7406.94820 Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3341719/
6.PATEL, Pinal et al. Antihypertensive effect of rhizome part of Acorus calamus on renal artery occlusion induced hypertension in rats. Asian Pacific Journal of Tropical Disease, v. 2, p. S6-S10, 2012. DOI: 10.1016/S2222-1808(12)60114-5 Disponível: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S2222180812601145
7. SHAH, Abdul Jabbar; GILANI, Anwarul-Hassan. Bronchodilatory effect of Acorus calamus (Linn.) is mediated through multiple pathways. Journal of ethnopharmacology, v. 131, n. 2, p. 471-477, 2010. DOI: 10.1016/j.jep.2010.07.024 Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0378874110005039

Legenda das Formas de Uso:

OE = óleo essencial
OV = óleo vegetal
CS = colher de sopa

ADVERTÊNCIA: teste o OE sempre que estiver sendo usado pela primeira vez. Para isso, pingue 2 gotas de OE nas axilas, na parte interna do cotovelo e atrás da orelha. Espere por 12hs e observe. Caso apresente alguma reação alérgica, não recomendamos o uso deste OE. Realize este teste mesmo se o OE estiver diluído a um veículo carreador.

A quantidade de gotas de OE sugeridas dependerá da intensidade do aroma do OE escolhido. Alguns OE possuem aroma mais intenso, utilize quantidades menores. Use sempre diluições mínimas em crianças, idosos e gestantes.

AAromatização Ambiental: Pingue mais ou menos 12 gotas de OE na água do difusor ambiental. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma.

BBanho de Imersão (banheira ou ofurô): Para aromatizar a água do banho, dissolva de 7 até 21 gotas de OE em 3 CS de leite de côco. Adicione mais ou menos gotas de acordo com a intensidade do aroma. Dissolva a mistura na banheira ou ofurô. Nunca use OE diretamente na banheira sem diluição em veículo carreador.

BABanho de Assento: Dilua 10 gotas de OE em 5 CS de leite de côco e adicione à água fria do banho de assento.

CCompressa local com água ou argila: Pingue de 5 até 10 gotas de OE em 1 CS de OV e dissolva na água fria ou quente. Use uma toalha para fazer a compressa. Na argila, pingue 3 gotas de OE para 1 CS de argila, adicione água ou água floral até formar uma pasta consistente. Use quantas CS de argila forem necessárias para formar uma pasta que cubra toda a área a receber a compressa.

CAColar Aromático: Pingue 3 gotas de OE no algodão e acomode-o no orifício do colar. Adicione mais gotas toda vez que o aroma acabar.

EPEscalda Pés: Dilua 15 gotas de OE ou sinergia em uma colher de OV e coloque numa balde ou ofurô de pés.

FLFricção Local: Dilua de 3 até 5 gotas de OE em 1 CS de OV e fricione a área afetada.

MMassagem: Adicione de 50 a 70 gotas de OE em 120ml de OV e utilize-o na massagem.

SSpray: Adicione 40 gotas de OE de sua preferência em uma solução de 60ml de álcool de cereais e 40ml de água deionizada. Use com um frasco spray.

TUso Tópico: Pingue 5 gotas de OE diluídas em 1 CS de OV de pracaxi, andiroba, rosa mosqueta ou outro OV indicado.