Seiva resinosa de Sangue de Dragão 10ml

R$41,00

Em estoque

Seiva medicinal da floresta

Nome cientifico: Croton lechleri
Origem: Perú
Obtenção: Trado
Coleção: Terra Flor Essencial – Seiva resinosa
Certificação: IBD Ingredientes Naturais
Selo IBD - Ingredientes Naturais, para produtos sem aditivos.
A árvore que produz o sangue de dragão é nativa da América do Sul e cresce na floresta amazônica, numa faixa que cobre Peru, Colombia, Equador e Brasil. A árvore e o óleo resina receberam este nome pela cor da seiva, que é de um vermelho escuro. Esta seiva é rica em propriedades antioxidantes, cicatrizantes e anti-inflamatórias e é utilizada pelos nativos da região à gerações como um meio de estancar sangramentos e evitar a infecção de cortes e escaras. Ao ser aplicada na pele, a seiva seca e se torna uma segunda pele que protege o ferimento e previne a ação de agentes externos.

Você também pode gostar de…

Sangue de dragão – Croton lechiere

Família: Euphorbiaceae.
Sinônimos populares: seiva de dragão, sangra d’água.
Etimologia: nada significativo foi encontrado na literatura pesquisada.
Origem: nas regiões amazônicas do Brasil, Peru e colômbia.
Parte da planta utilizada: seiva exsudada após o corte da casca.
Forma de extração: cortes da casca.
Rendimento: dados não encontrados na literatura pesquisada.
Características da planta: é uma árvore que tem normalmente entre 5-10 metros. Nasce próxima aos rios e charcos.

Aromacologia

Seiva medicinal da floresta

Usos Tradicionais

Propriedades terapêuticas e principais indicações:
É utilizada desde muito tempo pelos indígenas como cicatrizante. Útil para estancar sangramentos, acelerar a cura e proteger a infecções de feridas. Essa seiva possui uma capacidade de secar rapidamente formando uma barreira como uma segunda pele. Tem sido reverenciado como um dos cicatrizantes naturais mais eficiente conhecidos atualmente. Os princípios ativos da seiva responsáveis pela ação cicatrizante são a taspina e a dimetilcedrusina.
Também é utilizado para tratar úlceras varicosas antigas de difícil cicatrização, como também escaras.
Usado topicamente, é um excelente fortalecedor de gengivas, reduzindo o sangramento e tratando de gengivites.
Outra ação terapêutica muito útil é a capacidade anti-inflamatória, que tem sido aproveitada empiricamente pelos indígenas em banhos de assento para combater inflamações e infecções vaginais antes e pós o parto. Também é utilizado como agente adstringente no combate a hemorragias pós-parto em comunidades precárias de assistência médica.
Pesquisas realizadas pelo Dr. John Wallace da Universidade de Calgary no Canadá demonstraram , o princípio ativo específico responsável pela atividade anti-inflamatória e inibição da dor é o alcalóide taspina.
De acordo com estudos realizados na University School of Biotechnology, em Dakota, nos USA, o sangue de dragão previne a sensação da dor, e bloqueia a resposta do tecido a químicos liberados pelos nervos que promovem a inflamação.
Também tem sido usado com resultados efetivos no combate a acne.
Segundo pesquisas do professor Willians JE da California Acupuncture College, San Diego, CA, USA, o sangue de dragão também tem demonstrado atividade imunomoduladora, isto é, pode aumentar ou reduzir a resposta imunológica, dependendo da dose utilizada no organismo poderá reduzir ou ativar a atividade dos linfócitos T, células específicas responsáveis por respostas do sistema imunológico. Em baixas doses ele é pro-oxidante e inibidor da fagocitose e em doses maiores possui efeito antioxidante e ativador da fagocitose. Mostrou capacidade de inibir a proliferação de células leucêmicas e capacidade citostática frente a tumores KB e V-79.
Estudos realizados para conter o vírus da herpes não demonstraram resultados tão eficientes. Na realidade sua ação antiviral é questionada. Já as ações cicatrizante e antioxidante são garantidas.
Sua ação antibacteriana ainda está em fase de comprovação, porém já se acena eficiência na combate a helicobacter pylori, bactéria responsável por acarretar gastrite, úlceras e mal hálito.
Na área veterinária o sangue de dragão também tem sido de grande auxílio no tratamento de infecções na pele, otite, verrugas, feridas, abcessos.
Tem sido amplamente recomendado na cosmética, por sua ação antioxidante e no combate a formação de radicais livres. Essa seiva, tem sido divulgada como uma verdadeira panacéia na área da beleza com alto potencial na síntese de colágeno e na redução a formação de rugas. Atualmente na Europa, o sangue de dragão e o óleo de pracaxi, são conhecidos como: “jóias da floresta amazônica” que promovem o rejuvenescimento da pele.
Fonte:
http://dspace.ipu.edu:8080/xmlui/bitstream/handle/1/145/DeepikaGuptaETP115.pdf?sequence=1
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11804547

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.